mugla escort osmaniye escort sanliurfa escort yalova escort yozgat escort ordu escort hatay escort manisa escort erzincan escort nigde escort canakkale escort

Declamações

11 jun 2014

SERTÃO EM CARNE E ALMA
IVANILDO VILA NOVA E
GERALDO AMÂNCIO

UMA TARDE DE INVERNO NO SERTÃO
É UM GRANDE ESPETÁCULO PRA QUEM PASSA
SERRA ENVOLTA NOS TUFOS DE FUMAÇA
E AGUA FORTE ROLANDO PELO CHÃO
O ESTRONDO DA MÁQUINA DO TROVÃO
ENTRE AS NUVENS DO CÉU ARROXEADO
UM RAIO CAINDO ASSOMBRA O GADO
ATOLADO POR ENTRE AS LAMAS PRETAS
ROSNA O VENTO FAZENDO PIRUETAS
NAS ESPIGAS DE MILHO DO ROÇADO

NO SERTÃO QUANDO É BEM DE MANHÃZINHA
SERTANEJO SE ACORDA NA PALHOÇA
CHAMA O FILHO MAIS VELHO E VAI PRA ROÇA
A MULHER TOMA CONTA DA COZINHA
FAZ UM FOGO DE LENHA E ENCAMINHA

UM GUIZADO,ANGÚ QUENTE OU FAVA PURA
E DEPOIS DE FAZER ESSA MISTURA
SAI FAÇEIRA IGUALMENTE UMA CONDESSA
COM UM TIBUNGO DE BARRO NA CABEÇA
E VAI LEVAR AOS HERÓIS DA AGRICULTURA

FALAR MAL DO SERTÃO HOJE NÃO OUÇO
NÃO SE ENTREGA AO CANSAÇO OU ENXAQUECA
UM HERÓI PELEJANDO CONTRA A SECA
CONTRA A CHEIA COMBATE SEM SOBROSSO
RESPEITE A MORAL DE VELHO OU MOÇO
SE QUISER TER A SUA RESPEITADA
SEM BRASIL A AMÉRICA É DERROTADA
COM BRASIL A AMÉRICA VALE MIL
SEM NORDESTE O BRASIL NÃO É BRASIL
SEM SERTÃO O NORDESTE NÃO É NADA

AS GRANDEZAS DO SERTÃO
MANOEL CAMILO DOS SANTOS

(…) SERTÃO TERRA DE ENCANTO
DE AMOR, PAZ E ALEGRIA
DE AR BRANDO E MAIS TOCANTE
BRISA MANSA, LEVE E FRIA
ONDE A NATUREZA EM TUDO
INSPIRA MAIS POESIA.
LÁ OS DIAS SÃO MAIS ALEGRES
AS NOITES MAIS AGRADÁVEIS
O SOL É PURIFICANTE
AS CHUVAS SÃO MAIS SAUDÁVEIS
DESLUMBRA A ALMA POÉTICA
O BELO CANTAR DAS AVES (…)

(…) AS TARDES LÁ SÃO TÃO BELAS
E CHAMA TANTA ATENÇÃO
QUE EMBRANDECE DE MOMENTO
O MAIS DURO CORAÇÃO
NÃO PODE CONTAR DO MUNDO
QUEM NUNCA FOI AO SERTÃO. (…)

(…) COM A CHEGADA DA CHUVA
OS PASSARINHOS EM FOLIA
PARECE SE REUNIREM
PARA FESTEJAREM O DIA
É UMA ORQUESTRA SUBLIME
FESTA DE MAIS POESIA. (…)

(…) E DEPOIS VÊ-SE NOS CAMPOS
OS VAQUEIROS ENCOURADOS
TANGENDO UM ABOIO SAUDOSO
DANDO A CONHECER AOS GADOS
QUE COMPAREÇAM A REVISTA
COMO QUE SEJAM SOLDADOS. (…)

(…) UM INVERNO BEM CONSTANTE
DOIS TROVÕES FORTES EM JANEIRO
TRÊS CHUVADAS EM FEVEREIRO
QUATRO EM MARÇO POR DIANTE
CINCO AÇUDES DE VAZANTE
SEIS ROÇADOS DE ALGODÃO
SETE ARMAZÉNS DE FEIJÃO
OITO DE MILHO E ARROZ
NOVE CERCADOS DE BOIS
DEZ GRANDEZAS DO SERTÃO. (…)

MINHA TERRA
ROGACIANO LEITE

EU NASCÍ LÁ NUM RECANTO
DO SERTÃO QUE AMO TANTO
ONDE O CÉU DESDOBRA O MANTO
FEITO DE RENDAS DE ANIL
ONDE O FIRMAMENTO EXTENSO
É UM GRANDE ESPELHO SUSPENSO
REFLETINDO O ROSTO IMENSO
DA MINHA PÁTRIA O BRASIL

EXISTE LÁ UM BAIXIO
ONDE UM SONOLENTO RIO
DESCANSA O DORSO MACIO
NUMA ESTRELA DE CRISTAL
NAQUELE TERRENO VASTO
ONDE A TERRA TEM MAIS PASTO
ONDE O BRASIL É MAIS CASTO
EU VÍ MEU BERÇO NATAL

NASCÍ FITANDO AS COLINAS
ONDE AS AGUAS CRISTALINAS
ESPALHAM PELAS CAMPINAS
O PRANTO QUE O CÉU CHOROU
ONDE A TERRA FORMA UM ADRO
MOSTRANDO A RISCO DE ESQUADRO
O MAIS INVEJÁVEL QUADRO
QUE A MÃO DE DEUS DESENHOU

NO MEU SERTÃO BRASILEIRO
FOI AONDE EU VÍ PRIMEIRO
O CANTADOR VIOLEIRO
MODULANDO UMA CANÇÃO
FAZER DA ALMA CIGARRA
DA GARGANTA UMA CIGARRA
DA VIDA UMA ETERNA FARRA
E DO BRASIL UM CORAÇÃO

O SERTÃO EM CARNE E OSSO
ZÉ DA LUZ

(…) NO ROMPÊ DAS ARVORÁDA,
QUANDO ALEGRE A PASSARADA
SE DISMANCHA EM CANTURIA,
ANUNCIANDO AO SERTÃO,

A SUA RESSURREIÇÃO
NO DISPONTÁ DE OUTRO DIA!
NOS GAIO DAS BARAÚNA,
OS MAGOTE DE GRAÚNA

QUANDO O SEU CANTO DISÁTA,
PARECE UNS VIGARO VÉIO
CANTANDO O SANTO EVANGEIO
NA IGREJA VERDE DA MATA!

-CANTA NAS TARDE MORENA,
QUANDO O SÓ VAI DISCAMBANDO,
SE DISPIDINDO DA TERRA,
BEJANDO A CRISTA SERRA
DEXANDO O CÉU TÃO BUNITO,
QUI O SÓ REDONDO E VERMÊIO
PARECE, MÁ CUMPARANDO,
UM GRANDE CHAPÉU DE COURO,
NA CABEÇA DO INFINITO! (…)